Muitas pessoas desistem de comprar o primeiro imóvel por acreditar que é difícil demais. Seja por conta do investimento, do planejamento ou dos modelos de pagamento, de fato é senso comum dizer que essa aquisição é muito complicada e que só pode ser feita por quem tem ganhos muito altos.

A verdade, porém, é que ter a casa própria, principalmente nos dias de hoje, não é tão complexo assim. Requer, realmente, planejamento, investimento e pesquisa, mas com certeza vale muito a pena para começar a estabelecer um patrimônio e sair do aluguel.

Se você deseja comprar o primeiro imóvel para ter seu espaço e parar de pagar por uma propriedade que não é sua, não deixe de conferir nosso texto de hoje, no qual falaremos sobre as vantagens de ter sua casa e os cuidados essenciais que você deve ter para realizar esse sonho!

Benefícios de ter a casa própria

Ter o seu espaço pode significar muito: mudar-se da casa dos pais, conquistar a independência financeira ou começar a constituir família, por exemplo. Mas as vantagens vão muito além disso, como você vai ver nos itens a seguir.

Ter estabilidade

Comprar o primeiro imóvel pode ser assustador, mas, juntamente com o investimento, vem a estabilidade e a tranquilidade de ter um lugar para chamar de seu.

Morar de aluguel pode parecer seguro. Todavia, se o proprietário precisar do imóvel de volta por algum motivo, existem cláusulas que permitem que ele interrompa o contrato de locação.

Ao mesmo tempo, ao final do prazo de contrato, o valor mensal pode ser modificado, o que atrapalha o planejamento financeiro de qualquer pessoa.

Ao adquirir um imóvel, essa preocupação termina. Como a propriedade é sua, você pode ficar tranquilo sabendo que não terá um aumento repentino nas prestações ou que terá que se mudar caso ocorram imprevistos.

Criar um patrimônio

Outra vantagem de ter um imóvel é construir o seu patrimônio. Ter um bem de alto valor, como uma casa ou até mesmo um terreno, pode servir de garantia em empréstimos e financiamentos, aumenta seu crédito no mercado e ainda garante uma vida mais estável para seus filhos no futuro.

Fazer um bom investimento

Os imóveis se valorizam ao longo dos anos. Diferentemente dos carros, que perdem valor a cada ano de uso, os imóveis sofrem uma desvalorização muito pequena com o passar do tempo, o que normalmente não é superado pelo aumento do preço de mercado nas cidades.

Se você compra um imóvel na planta, certamente poderá vendê-lo por um preço maior do que pagou. Mas mesmo uma casa pronta ou um lote acompanham o crescimento das cidades e também têm seus valores aumentados.

Por isso, se algum dia você quiser trocar de imóvel, provavelmente vai conseguir recuperar o valor investido e ainda obter lucro na venda. Ah, e você ainda pode também comprar um segundo imóvel e manter o primeiro alugado para ter uma renda extra.

Parar de desperdiçar dinheiro

Para onde vai o dinheiro que você paga no aluguel de um imóvel? Para as mãos do proprietário, certo? Pois esse também é um excelente motivo para comprar a casa própria.

O valor gasto mensalmente com o aluguel pode ser considerado perdido, já que ele não implica em melhorias na sua vida e nem representa um investimento futuro. Ao comprar um imóvel, você para de desperdiçar dinheiro com aluguel e investe em uma propriedade que será seu patrimônio no futuro.

Um dia, pode ser você quem vai receber o aluguel de um inquilino!

Cuidados ao comprar o primeiro imóvel

Agora que você já viu as vantagens de adquirir um imóvel, vejamos alguns cuidados que você deverá ter na conquista da sua primeira propriedade.

Planeje-se financeiramente

Uma das piores frustrações é ter um sonho interrompido por conta de falta de planejamento. Por isso, para conquistar o imóvel dos seus sonhos ainda jovem, você precisará se programar e fazer algumas concessões.

Comece analisando as suas entradas e saídas mensais. Você poderá fazer isso por meio de uma planilha no computador, anotando em um caderno ou até mesmo em aplicativos desenvolvidos para esse fim.

Crie algumas categorias para dividir seus gastos, tais como alimentação, transporte, saúde, moradia e lazer. Assinale quais as despesas fixas e as variáveis e também avalie quais são os gastos necessários e os supérfluos.

Analise em qual área você investe mais e veja se é possível reduzir algum gasto nela. Por fim, tente enxugar ao máximo os supérfluos e estabeleça metas pessoais de economia mensal.

A não ser que você use o valor economizado a cada mês para pagar as prestações de um financiamento, consórcio ou outro tipo de parcelamento, não deixe esse dinheiro parado. Invista em um fundo de baixo risco ou mesmo na caderneta de poupança, de maneira que suas economias rendam. بوكر حقيقي

Analise as formas de pagamento

Após fazer um bom planejamento, veja quais são as formas possíveis para comprar um imóvel e qual delas se encaixa em sua realidade. Lembre-se do que falamos no início do texto: você não precisa ter altos ganhos para comprar um imóvel. بوكر اون لاين حقيقي Basta saber planejar.

Caso possa pagar à vista, e ache essa opção mais interessante do que deixar as economias rendendo, então adote essa medida. Se não for viável ou não for tão vantajoso, junte uma boa entrada e financie o restante.

Você pode fazer o financiamento com uma instituição bancária ou até mesmo com algumas incorporadoras, construtoras e imobiliárias que vendem unidades de construção própria.

Analise as parcelas a longo prazo, entenda os juros, as correções e as taxas de cada modalidade antes de tomar a decisão e não se esqueça de compatibilizar todas as contas com seu planejamento financeiro.

Verifique se existe algum programa do qual você pode participar para conseguir taxas melhores e, se você trabalhar com carteira assinada, cheque quanto você tem em seu Fundo de Garantia (FGTS), já que é possível usar seu saldo para comprar um imóvel.

Busque o imóvel ideal

Como o contrato de compra e venda é um compromisso a longo prazo, diferentemente daquele de aluguel, tenha calma para buscar o seu imóvel. Não fique ansioso ou tome decisões impulsivas quando acreditar que encontrou o lugar perfeito. Lembre-se de que esta deve ser uma decisão racional.

Conte com ajuda profissional para entender o mercado e os valores cobrados em cada bairro da sua cidade. Evite negociar diretamente com o proprietário, para evitar fazer um mal negócio ou ter que enfrentar problemas estruturais ou documentais.

Avalie os bairros que o interessam, analisando a proximidade com seus afazeres de rotina e com seu trabalho. Ao encontrar um imóvel atraente, faça várias visitas em horários e dias diferentes para entender o movimento e a segurança na região.

Verifique também a infraestrutura do lugar, se tem supermercados, padarias, farmácias, hospitais e praças nas proximidades.

Mais vantagens de construir o primeiro imóvel

Talvez você não tenha encontrado nada que seja exatamente aquilo que você imaginava, mas saiba que existe ainda uma opção a avaliar: construir um imóvel. Você pode encontrar lotes com preços bastante competitivos, optar por um financiamento da construção ou mesmo tentar negociar com a própria incorporadora ou imobiliária para pagar em pequenas prestações.

A vantagem é que você terá algo totalmente customizado para as suas necessidades, podendo escolher o tamanho de cada cômodo, os acabamentos e deixar tudo da maneira como você imaginava.

Como você pôde ver, comprar o primeiro imóvel não é nada complicado. Basta se planejar, entender as formas de financiamento, pesquisar bastante e contar com ajuda profissional para conseguir adquirir algo do jeito que você procura. E você ainda tem a possibilidade de construir seu próprio espaço em um lote.

Gostou do nosso texto? Ficou mais fácil entender como comprar o primeiro imóvel? Não deixe de conferir também nosso artigo sobre o financiamento de lote e construção!

Uma resposta

  1. cialis price When the woman complained about the working conditions and asked for her passport back so she could leave, Alayban refused to give it to her, police said

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *