Você acabou de financiar o seu lote – ou ainda pretende fazer isso – e deseja construir, mas percebeu que o dinheiro em mãos não será o suficiente para completar, nem mesmo, metade da obra. Deixar o lote parado não é uma opção nesse momento, então você pode recorrer a um financiamento para construção.

Muitos podem achar um pouco demais lidar com dois financiamentos – o do lote e o da construção – porém, existem formas de fazer isso sem prejudicar a sua saúde financeira ou a da sua empresa.

Vamos agora saber um pouco mais sobre o financiamento para construção, como ele funciona e como esse investimento pode ser uma excelente opção nesse momento!

Vale a pena financiar a construção de um imóvel?

Essa é a primeira pergunta que você deve se fazer antes de tomar qualquer decisão sem pensar e analisar todas as possibilidades. E há muitas. Atualmente, você encontrará diversos bancos, empreiteiras, construtoras e até mesmo as lojas que vendem os materiais oferecendo algum tipo de financiamento ou crédito para esse objetivo.

Vamos agora listar algumas vantagens que esse tipo de financiamento pode te oferecer.

1. Tenha a sua casa em menos tempo

Provavelmente, você levaria muitos e muitos anos para guardar a quantia necessária para realizar a construção da sua casa. Portanto, poder ter o dinheiro nas mãos agora é uma grande vantagem e você realizaria o sonho da sua casa própria em bem menos tempo.

2. Fica livre do aluguel

Viver de aluguel pode parecer uma boa opção a princípio, mas não há nada pior que pagar, todos os meses uma bela quantia por algo que nunca será seu. Fazendo o financiamento, você pagará por algo que será seu para o resto da vida e que passará para os seus filhos.

3. Pode usar o FGTS

Se você é um trabalhador com carteira assinada, provavelmente tem dinheiro em seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. É uma quantia que, em alguns casos, pode ser utilizada para financiar a construção do seu imóvel.

Usar o FGTS no financiamento é um benefício muito importante, uma vez que torna mais simples o pagamento do empréstimo, comprometendo menos a sua renda mensal.

Como funciona o financiamento para construção?

Neste tópico, vamos dar o exemplo de como fazer o seu financiamento pela Caixa Econômica Federal, pois é a forma mais fácil de conseguir e, além disso, o banco oferece diversas vantagens como taxas mais atrativas e mais tempo para realizar o pagamento das parcelas.

Vejamos abaixo todos os passos necessários para que você consiga o seu financiamento:

Passo 1: análise de crédito

É por meio dessa análise de crédito que a Caixa determinará o valor disponível para esse objetivo. A partir disso, é possível se organizar para saber como será o seu imóvel e o que é possível construir no seu lote. Pode estabelecer também o valor total (casa + lote), uma informação importante para possíveis negócios no futuro.

Outra questão que fica devidamente esclarecida após saber o valor do seu financiamento é o quanto você precisará investir do seu próprio bolso para concluir a construção se esse for o caso.

Para a análise de crédito, são necessários os seguintes documentos:

Assim que todos esses documentos forem entregues, a instituição consegue liberar a análise em até 5 dias úteis.

Passo 2: escolha do lote

Caso você já esteja com o lote em mãos, pode passar para a próxima etapa. Mas, se esse não for o seu caso, procure por uma empresa que possa te oferecer as melhores condições, tanto de pagamento, quanto de localização do lote. A melhor opção é investir em um espaço que já esteja pronto para iniciar a sua construção assim que o financiamento for liberado.

Fique de olho também na estrutura do local. Ao adquirir um lote da IMG, por exemplo, o proprietário já conta com rede de esgoto completa, drenagem para água das chuvas, energia e a iluminação das ruas já funcionando. Todos esses fatores precisam ser levados em consideração na hora de fazer a sua escolha!

Passo 3: execução do projeto

Algumas empresas oferecem projetos já prontos, nos quais você pode modificar alguns detalhes, como a IMG. Esses projetos são feitos pelos engenheiros e arquitetos da empresa, e você pode conferir um exemplo clicando aqui!

Entretanto, você não precisa ficar preso a isso: pode escolher um projeto totalmente diferente, realizado por um profissional de sua escolha. A Caixa também pode te dar indicações de profissionais que já fazem parceria com ela.

Passo 4: a prefeitura deverá aprovar

Não importa onde e como você faça o seu projeto, antes de começar a construir, é necessário passar pela prefeitura para que ela possa ou não aprovar. Todo município tem um plano diretor, uma série de diretrizes que mostra como os terrenos da cidade devem ser utilizados, para direcionar o desenvolvimento da infraestrutura local.

No plano diretor estão descritas as normas para construção em cada região da cidade, como a proibição de construir imóveis comerciais em algumas áreas ou os limites para a altura de prédios residenciais.

No município de Itabira, por exemplo, o plano diretor deve ser alterado a cada 10 anos. Em 2016, a prefeitura apresentou o plano diretor que está atualmente em vigor.

Passo 5: processo de financiamento

Agora que tudo está devidamente aprovado, o financiamento pode ser iniciado. Caso você faça pela Caixa, a instituição possui uma equipe de engenheiros que fará todo o cronograma, orçamentos e demais documentos necessários para a liberação do financiamento. Com tudo dentro do que pede a legislação, o banco finalmente emite o contrato para que você assine.

Passo 6: registro do contrato

Depois que todos os envolvidos no processo assinarem o contrato, o documento deverá ser levado no cartório de registro de imóveis. Esse passo é essencial e imprescindível, já que, sem esse registro, o banco não libera o dinheiro de forma alguma.

Passo 7: início das obras

É nesse último passo que os recursos são liberados para dar início à primeira etapa da construção da casa. Para cada etapa, a Caixa precisa fazer uma vistoria para ter certeza de que tudo está saindo como combinado no contrato. Após se certificar disso, ela libera o valor para a construção da próxima etapa. Isso acontecerá sucessivamente até a finalização do imóvel.

Então, vale a pena contratar um financiamento para construção?

Depois de passar por todas essas etapas, pode até parecer um longo caminho a ser percorrido, mas ele seria muito mais longo se você o fizer sozinho, fazendo cada um desses passos por conta própria e sem orientação do banco ou de qualquer outra pessoa. É interessante também comprar o lote de uma empresa que possa te acompanhar em todo esse processo, tornando tudo mais rápido e fácil.

E a resposta para a pergunta desse tópico é: sim, vale a pena financiar a sua construção.

Há diversas vantagens nisso e você investirá em algo que será seu para o resto da vida.

Além disso, guardar todo o dinheiro necessário para construir costuma ser difícil e requer muito mais disciplina. Portanto, o financiar também ajuda nessa questão.

Quer saber mais sobre financiamento para construção? Entre em contato com o nosso consultor e tire todas as suas dúvidas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *