Construir uma casa não é uma tarefa fácil e se você já passou por isso sabe bem do que estamos falando. São muitas as variáveis e fatores que devem ser levados em consideração, mas se usarmos o bom senso e delegar cada tarefa a quem é de acordo com o conhecimento, o projeto de levantar uma casa fica muito mais prático de ser realizado.

E falando em projeto, quando esse nome aparece relacionado à construção de um imóvel, logo pensamos em dois profissionais: no engenheiro ou arquiteto ou nos dois. Nesse ponto, muitas pessoas ficam em dúvida e não sabem quais deles contratar para facilitar a construção da casa e fazer todo o planejamento.

E, para que esse dilema seja resolvido, primeiro precisamos entender que o engenheiro e o arquiteto são profissionais que realizam trabalhos um pouco distintos. Assim, vamos conhecê-los um pouco melhor!

O que faz um engenheiro?

Ter um engenheiro à frente da sua obra é essencial para a segurança e também para garantir o investimento financeiro que foi feito. Ele tem como função gerenciar, projetar e executar toda a obra, sendo ela construção, reforma ou qualquer outra. E esse profissional que saberá escolher um bom material e identificar a resistência do mesmo.

Também deverá garantir que o solo do terreno escolhido para a construção é adequado para o tipo de obra que deseja erguer. Isso não será o problema caso você tenha adquirido o lote por meio de uma empresa responsável e que possui credibilidade no mercado.

Ele faz a análise de como deve ficar a instalação hidráulica e elétrica do imóvel e também supervisiona todo o pessoal da obra e faz a gestão dos prazos para a compra de mais material, identificando quando é necessário.

A presença de um engenheiro na obra facilita muito o seu trabalho, pois quem será o responsável por coordenar e orientar cada etapa é esse profissional. É uma forma também de reduzir os custos da obra, pois evita-se atrasos nos prazos, e também o desperdício de materiais em grande escala.

O que faz um arquiteto?

Depois de falar sobre o engenheiro, você pode estar pensando que um arquiteto não é necessário para a sua obra, mas isso é um engano. Como dissemos acima, esses dois profissionais trabalham de forma diferente e você verá agora que um arquiteto também é necessário para que a sua construção seja concluída da melhor forma possível.

Esse profissional consegue, por exemplo, aproveitar ao máximo o espaço do terreno e faz a distribuição correta dos cômodos da casa de acordo com algumas variáveis. Por exemplo, é ele quem determina, de acordo com a ventilação e iluminação do local, em qual local da casa ficarão os quartos, a cozinha, a sala e outros ambientes. Essa é uma escolha que faz toda a diferença, especialmente em dias de muito calor e ainda ajuda a economizar na conta de luz.

Ele também consegue planejar o imóvel de acordo com as suas necessidades. Por exemplo, se o terreno é para um edifício de apartamentos para alugar. Atualmente, os apartamentos contam com um espaço menor e assim, a funcionalidade deve ser aproveitada. Por exemplo, é possível utilizar espaços como debaixo das escadas ou mesmo fazer um andar só para colocar uma cama com os itens de um quarto.

Quem escolher: engenheiro ou arquiteto?

Acredito que, depois da explicação acima, fica claro que os dois profissionais são necessários para que uma obra saia de acordo com o almejado. Porém, não é necessário contratar os dois, pois ambos possuem atribuições profissionais parecidas e estão autorizados a trabalhar em edificações. Aliás, contratar apenas um deles é bem comum por conta do custo envolvido no processo.

O grande problema de economizar nesse ponto é que sem o engenheiro e o arquiteto as chances de erros durante a construção são muito maiores. Isso, por sua vez, pode ocasionar muitos gastos desnecessários como a compra de material acima da quantidade que será utilizada, o retrabalho de parte da obra e outros problemas durante o acabamento como pisos e azulejos colocados de forma indevido, sendo necessário quebrá-los depois.

Portanto, fica clara a importância tanto de um quanto do outro para o sucesso da sua obra.

Além disso, o seu imóvel valerá muito mais futuramente. Por exemplo, o arquiteto direciona os quartos para o local mais ventilado da casa, enquanto a cozinha fica voltada para o sol da tarde, pois é um ambiente que ficamos pouco tempo nesse horário. Apenas essa estrutura pode chamar a atenção de futuros compradores e possíveis inquilinos.

O mais importante no momento da contratação é escolher um profissional que seja competente e tenha experiência no assunto. Em alguns lugares é possível encontrar profissionais de confiança trabalhando. Por exemplo, caso você faça o financiamento da obra pela Caixa Econômica Federal, é possível contar com o projeto de um arquiteto e/ou engenheiro que já possui experiência em trabalhos para a instituição. Assim, antes de contratar qualquer um desses profissionais busque informações.

Ao escolher um engenheiro ou arquiteto para a sua obra, inevitavelmente haverá um aumento nos custos inicialmente, mas que serão compensados no futuro. Veja como você pode organizar, nesse momento, o seu orçamento para ter a casa dos sonhos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *