Como economizar: dicas para poupar e cortar gastos

Fique por dentro do nosso conteúdo e receba tudo o que você precisa saber sobre loteamentos, desde investimento a construção

Mesmo que as coisas não saiam como o esperado, criar meios para economizar dinheiro está entre as prioridades em muitos lares brasileiros. As possibilidades de cortar gastos são variadas e a diminuição das despesas fixas também, como TV a cabo e aluguel de filmes e jogos.

Não basta apenas economizar, destinar o dinheiro para a finalidade correta é tão importante quanto. Depositá-lo em poupança ou investir a quantia mensalmente são boas opções para quem procura juntar recursos.

Não tem jeito, para fazer um pé-de-meia é necessário entender a necessidade de reservar uma parte do salário para isso. Não é nada fácil educar-se financeiramente e evitar gastos que faziam parte da sua rotina, mas é preciso.

Nos EUA, um termo bastante usado para redução de custos, o downsizing, foi criado para exemplificar a mudança nos hábitos de empresas e pessoas físicas. O objetivo do termo é trazer uma metodologia eficiente na racionalização de despesas, como o pagamento de um aluguel que esteja de acordo com a realidade financeira do locatário.

O mesmo serve para quem mora em casa própria muito maior do que realmente precisa, tendo gastos de manutenção dispendiosos e desnecessários. Nesse caso, a solução seria vender ou alugar o imóvel e procurar outro local menor e aconchegante.

Onde reduzir os gastos?

Não é fácil cortar gastos de início, principalmente porque todas as atividades que você desempenha parecem essenciais à princípio. Porém, é possível reavaliar despesas e adequar-se para diminuir custos com água, luz e telefone, por exemplo.

Você pode sentir a diferença nos valores desses gastos fixos com iniciativas simples e que, provavelmente, passou a vida ouvindo dos pais, como reaproveitar a água da chuva, apagar a luz ao sair do cômodo e retirar as tomadas dos aparelhos que não estão sendo usados.

Quem tem carro próprio também pode criar métodos de cortar gastos com as despesas do veículo. A condução econômica e a diminuição de uso reduzem custos de manutenção e combustível que serão percebidos ao final do mês.

Não deixe de seguir os prazos de revisão, essa prática é muito importante para evitar pagamentos futuros por danos ao automóvel devido a falta de manutenção, aumentando ainda mais os custos de conserto.

Não precisa cortar 100% do investimento em diversão, mas priorize-os e entenda o que realmente faria falta no seu dia a dia. Para quem não passa muito tempo em casa, por exemplo, serviços de streaming como Netflix não são tão necessários, assim como a TV a cabo e demais softwares de aluguel de jogos.

Outro ponto de atenção são as contas de telefone fixo e celular. O ideal é decidir-se entre um deles, já que ambos realizam basicamente a mesma função. Negocie descontos junto às telefonias, principalmente se for um cliente antigo da operadora.

Poupar antes de “sobrar” é a saída!

A lógica de poupar o que sobra no fim do mês é o caminho mais curto para não guardar dinheiro algum. Pensando dessa maneira, dificilmente vai sobrar alguma quantia, principalmente se não houver mudanças nos hábitos de consumo que colaborem para isso.

Juntar dinheiro deve ser algo contabilizado, sabendo exatamente quanto pode ser poupado no mês, de modo intencional e não contando com o acaso. Para isso, é preciso ter na ponta do lápis quais são suas despesas reais e quanto você consegue depositar em poupança ou investir mensalmente.

Não existe um valor mínimo e máximo para poupar, o mais importante é definir uma meta atingível, mantendo a quantia todos os meses. Mas para quem precisa ter uma base como ponto de partida, comece reservando 5% do que recebe. Caso seja pouco, passe para os 10% e assim sucessivamente.

Sempre que possível, separe a quantia assim que receber o salário, evitando que o valor seja gasto ou fuja do seu planejamento orçamentário. Assim, você saberá que o dinheiro não está disponível. Para facilitar a mentalização da importância de poupar, em sua planilha de organização financeira, posicione o investimento mensal na mesma coluna de gastos fixos, junto à conta de água luz e etc.

Quem busca por um futuro mais confortável e tranquilo ou está economizando para realizar sonhos, também pode contar com outros meios para juntar dinheiro, como o investimento em imóveis. Quem sabe, esse não é o caminho ideal para lhe ajudar a conquistar o que sempre sonhou.

Como escolher o seu lote?

Como escolher o seu lote?

baixe agora

Igor Scaldini

materiais

Baixe agora os materiais educativos da IMG
Fique por dentro do nosso conteúdo e receba tudo o que você precisa saber sobre loteamentos, desde investimento a construção